Jogos

Abzû – Resenha

Abzu capa
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Fique confortável e aproveite a brisa marinha.

Abzû é, antes de tudo, um swimming simulator. Já tinha me chamado a atenção a arte (sou designer e geralmente essa é a primeira coisa que analiso em tudo na vida), e o fato de se passar no fundo do mar. Fora isso, o jogo te passa sensações incríveis ao longo da jornada do nosso misterioso mergulhador em busca de mais informações sobre si próprio.

O jogo começa com você à deriva. Digo você pois o jogo deixa a identidade do próprio jogador mesclada à do personagem. E isso é importante para entender que a jornada dele, é a sua. Uma jornada de conhecimento e, principalmente, autoconhecimento.

À medida que você mergulha, descobre todo um universo de flora e fauna riquíssimas com diferentes espécies, cores e formatos. O oceano é vasto, e os cenários mostram isso com diversas combinações desses elementos.

O jogo é belíssimo. Cores vivas e brilhantes e ao mesmo tempo escuras e contrastantes te ambientam e orientam mais que qualquer instrução na tela. A trilha sonora também ajuda nesse quesito, passando sensações com a instrumentalidade.

A jogabilidade segue a simplicidade do jogo, você apenas nada e direciona o personagem para onde quer ir. Existem algumas interações ao longo do caminho, mas a maior parte do jogo é de contemplação e observação.

Abzû é um convite à reflexão. A história é simples mas impactante. Nas entrelinhas existe um discurso filosófico poderoso.

O jogo está disponível para PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows.

Categorias
JogosResenhas