Darkest Hour: O Destino de uma Nação.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Salve, salve, seres humanos da terra.
Esses dias fui ao cinema, entrei na sala errada e acabei assistindo outro filme. Assisti ao DARKEST HOUR, que veio para o Brasil com o subtítulo O Destino de uma Nação. É um filme que conta os primeiros dias do mandato do Winston Churchil como primeiro ministro da Inglaterra. É um filme histórico e eu não sei nada da história real, para variar um pouco.

 

Darkest Hour O Destino de uma nação

 

O filme se passa em 1940, no começo da Segunda Guerra Mundial, quando o atual Primeiro MinistroNeville Chamberlain é forçado a renunciar. O partido conservador precisava indicar alguém que o partido liberal aceitasse, no caso Winston Churchill, que no momento era um político totalmente desacreditado.

Ele assume um momento complicado, onde a Alemanha de Hitler já havia invadido a Polônia e estava arregaçando a França. O exército Inglês está preso em Dunkirk (aquele filme do Nolan é sobre essa galera)e a Inglaterra tem que dar um jeito na situação. Todo mundo quer uma tentativa de acordo de paz, mas Churchill acredita que eles vão se ferrar ainda mais caso se rendam ao Hitler.

Ele tem de enfrentar a oposição, os próprios políticos do seu partido, que não confiam nele, a realeza, a ameaça Nazista e resolver a questão das tropas presas em Dunkirk.

 

 

O que eu achei?

O filme é muito bem escrito e muito bem dirigido. As cenas são muito bonitas, sendo claustrofóbicas e incômodas quando precisam. Diálogos muito bom e conseguem te passar o contexto histórica de forma simples sem ser didático ou muito expositivo.

Uma coisa que eu estranhei é que, o lugar onde a câmera vota parece uma cadeia. Tem a fotografia de um filme de prisão. Achei meio caído. Os caras de peruquinha que ficam ali digitando as paradas parecem estar suados, com as perucas todas zuadas. Umas luzes que vem de uns lugares esquisitos. Estranhei um pouco.

 

 

O foco do filme mesmo é na figura do Churchill e nas dúvidas e nos desafios que ele tem. Eu achei o ator que fez muito foda, mas só fui descobri que era o Gary Oldman agora quando fui pesquisar para esse post. O cara ficou igualzinho. O Gary Oldman é muito foda. Fico perplexo.

As meninas: a Kristin Scott Thomas e a Lilly James estão muito bem nos papeis também. Na verdade todos os atores estão, o trabalho de direção de atores nesse filme é maravilhoso.

 

 

Minha crítica principal é que a história é bem romantizada. A cena do metrô é muito historinha para boi dormir e eu não acredito que um político profissional faça isso. Funciona no filme, como narrativa de ficção, mas não me convence.

DARKEST HOUR, O Destino de uma Nação é escrito por Antony McCarten (Teoria de Tudo) e dirigido por Joe Wright (Orgulho e Preconceito)

Em resumo:

Excelente filme. Gary Oldman sendo um monstro sagrado da atuação. Recomendo.

*EDITADO*

Darkest Hour, O Destino de uma Nação teve 6 indicações ao Oscar: Melhor FilmeDesign de ProduçãoFotografiaMaquiagem e CabeloFigurino e Melhor Ator para o Gary Oldman é claro.

Então é isso. Se puderem assistam.
Se já viu, deixe aí seu comentário.
Compartilhe esse post.
Um abraço.
E tchau.

post publicado originalmente por mim em Lugar Nenhum

vulto

"Depois de mim sou eu."

  • Rafaela Ravaiane Silva Cruz

    Já tinha interesse em ver, depois dessa resenha assistirei com certeza!