Eu vos apresento o Jardim-Pomar de Nando Reis

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Após a longa espera, finalmente Nando Reis volta a dar o ar da sua graça e nos presenteia com um disco de inéditas. Jardim-Pomar é um álbum único que representa bem esse momento da carreira do ruivo. Lançado em novembro de 2016, foi produzido entre São Paulo e Seattle, com rápidas passagens pelo Rio de Janeiro. Por conta disso temos no disco a presença de dois produtores, Jack Endino que já havia participado no disco Sei, e Barrett Martin, ex-baterista de bandas como Skin Yard e Screaming Trees. Dando ao trabalho uma musicalidade única e ainda mais marcante.

O álbum traz musicas completamente inéditas, fora a canção Concórdia escrita por Nando e gravada por Elza Soares em “Vivo Feliz”(2003), porém só agora Nando Reis a levou para seu estúdio. Dentre as 13 faixas somente a musica “Como Somos” tem coautoria, e marca a presença ilustre e já conhecida por todos nós de Samuel Rosa na criação da melodia, parceiro de Nando Reis há alguns anos.

Jardim-pomar é um disco com a cara de Nando Reis. As canções do musico trafegam entre debates internos e reflexões sobre diversos dilemas vividos por ele, além de declarações explicitas de amor a esposa. A presença dos filhos em uma das faixas expressa também esse momento muito mais familiar vivido pelo musico.

Nando abre o disco com a animada Infinito Oito, que apresenta uma levada bem metalizada, com letra bem direta e uma musicalidade perfeita e segue com a questionadora e importante faixa Deus meu. A terceira faixa ele exalta a necessidade que temos de aproveitar sim a vida ao máximo e no ultimo verso traz um verdadeiro intimado a todos nós : “se vamos todos morrer, então vamos tratar de viver”. A quarta faixa, a meu ver uma das melhores e mais belas canções do disco, é uma declaração de amor em forma de historia e poesia musical a esposa Vania Passos, juntos a mais de três décadas. De acordo com o próprio Nando Reis, a musica 4 de março, se refere exatamente a essa data que marcou a vida do casal, mas é algo que nem mesmos os filhos do casal sabem o que significa. Como uma forma de complementar a declaração a faixa Só posso dizer, primeiro single do disco, é apresentada como uma poesia delicada e uma musicalidade única.

A faixa Concordia tem a importância de trazer para o disco um significado ainda mais intenso, além de ser uma reflexão muito boa a respeito dos momentos em que passamos durante a vida, do primeiro verso é que se origina o nome do álbum: “Eu atravessei a porta/Fiz o meu jardim, pomar/Crendo em mim Jesus na hóstia/Rio do rio/Céu do céu/Mar do mar”. Em Azul de Presunto, Nando convocou um time de peso para uma musica que nos faz lembrar os tempos de Titãs, com um rock bem marcado e um refrão que instiga debates e nos motiva a agir de alguma maneira. Na faixa marcaram presença Theo Reis, Sebastião Reis, Arnaldo Antunes, Branco Mello, Sérgio Britto, Paulo Miklos, Pitty, Luiza Possi, Tulipa Ruiz e Zoe Reis, que dividiram os microfones para embasar o refrão “sou o que sou”.

De uma forma bem verdadeira Nando Reis se mantem firme as suas origens, mas não deixa a peteca cair nesse que já é o decimo quarto disco da carreira, entre uma batida e outra, entre melodias e canções feitas diretamente para esse disco ele se destaca por continuar sendo um dos melhores músicos brasileiros em atividade. Isso pode ser notado no numero de álbuns de qualidade produzidos mesmo após a saída dos Titãs.

Poucos são os compositores que conseguem escrever de maneira leve e poética musicas que tratam de temas complexos e pesados, e que nos elevam a discussões internas . Porem Nando reis o faz com maestria e certeza de que aquelas palavras vão sim ser ouvidas e aquele pensamento vai ser disseminado. A turnê que esta marcada para começar neste mês, marca uma nova fase da carreira do cantor ainda mais amadurecido musicalmente e com expressões ainda mais contundentes. Nando Reis é sem sombra de duvidas o principal nome da musica nacional atual que esta na estrada há mais de trinta anos, e dificilmente vai sair dela tão cedo.

 

 

Igor Cruz

Arquiteto, urbanista, escritor, podcaster e editor. Comecei escrevendo sem querer, depois por prazer, encontrei nas palavras um acalanto para minha mente e um sentido para recomeçar e se você achar que estou mentindo, pergunte ao meu coração.