Jamestory – Problemas [04]

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

O motivo deste episódio ter saído com atraso neste mundo, é que ele foi escrito numa câmara hipertemporal com defeito.

 

 

 

-Tem razão. Achávamos que ainda tínhamos três anos para agir. Mas o tempo se esgota diante dos nosso olhos. Convoque seus regimentos. Eu chamarei os meus!

 

Os Arcanjos convocam seus exércitos celestiais.

Raphael marchava com 370 mil anjos, exímios no manejo da espada longa.  Cada batalhão era composto por dez mil deles. Mesmo o mais raso soldado de cada batalhão, era mais poderoso e habilidoso que qualquer guerreiro que a terra já havia visto. Os melhores espadachins da terra eram capazes de cortar uma bala com um golpe de katana. Os piores dos anjos, conseguiam dar até 3 golpes em um projétil, no mesmo tempo hábil. Os soldados medianos eram capazes de parar uma bala entre os dedos. Os mais audazes, o faziam com os dentes e então cuspiriam o projétil de volta. Mas é claro, que isto é apenas a titulo de comparação. Nem mesmo os demônios gostam muito das armas modernas. Usar as armas clássicas é um consenso quase que universal. Só não as usam, aqueles seres que não possuem membros. E estes, não se vitimizam por isso, por outro lado, se utilizam de suas outras vantagens para se sobressaírem e sobrepujar seus adversários em combate. Algumas espécies abissais por exemplo, não possuem braços ou pernas, mas são extremamente temidas por suas habilidades nefastas.

Miguel, o arcanjo guerreiro, comandava o maior exercito dos céus. E seus exércitos eram os mais temidos. Os soldados médios de Miguel, superavam facilmente os generais de Raphael. Eram lutadores incrivelmente disciplinados, forte e ágeis. Seus adversários temem suas longas lanças como o diabo foge da cruz. Seus escudos reluzem em um dourado solar ofuscante. 430 mil anjos, com batalhões de 5 mil. Eram menor número, pois eram extremamente táticos e conheciam tudo de estratégia militar. Na terra, os melhores soldados, das forças especiais, tendem a ser os menores esquadrões. No exército de Miguel, ser o melhor era regra e não exceção.

 

Miguel e Raphael reúnem e alinham seus exércitos na grande planície de Ishtaron, fora das muralhas de Celéstia.

Miguel fala, e sua voz ecoa magicamente, e todo anjo em quilômetros pode ouvir seu brado inspirador.

-Guerreiros! Protetores da Ordem e da Justiça! Chegou o grande dia! Uma antiga profecia está para se cumprir. A ameaça é iminente. O inimigo tem a criança e uma câmara hipertemporal. Não há tempo a ser desperdiçado, nem demônio a ser poupado. O dia do triunfo sobre o mal chegou. MARCHANDO!

O exército responde com um brado guerreiro em uníssono, e começa uma acelerada marcha ritmada rumo ao portal que acaba de ser aberto por Yesh e James.

Jamestory – Mauricio Martins

Mauricio Souza

Católico, Escritor, Músico & Compositor, RPGista, Universitário, Membro do CLJ e Bad Joke Guy