Observador Quântico 17 – A Guerra das Correntes

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Salve, salve, seres humanos da terra e todas as formas de vida espalhadas pelo multiverso.
Estamos de volta com mais um episódio do Observador Quântico. Hoje o Vulto fala de uma das maiores tretas da história da ciência moderna. A treta que definiu o padrão de distribuição elétrica que usamos hoje. Uma treta entre dois cientistas de renome. Uma treta no coração de Nova York. A Guerra das Correntes.

Nikola Tesla ou Thomas Edison? Corrente Alternada ou Corrente Contínua? Com bigodes ou sem bigodes? Escolha seu lado e divirta-se.

Duração do Episódio: 19:08

Participantes:
Vulto

Edição:
Leo Oliveira

Capa:
Douglas Quadros

Referências:

Revista Aventuras da História
Guerra_das_Correntes na wikipedia
Fliperama da Guerra das Correntes

Referências Visuais:

Gerador de Corrente Contínua
Gerador de Corrente Contínua
Guerra das Correntes - Gerador de Corrente Alternada
Gerador de Corrente Alternada
Nova York, 1888

Padrinhos:
Agatha Gonçalves
Olavo Montenegro
Pensador Louco
Ruti Goulart
Vanei Anderson
Willian Lopes

Contribua para o nosso Padrim:

Padrim Divulgação

Contato:
e-mail:
culturanerdegeek@gmail.com
Siga o Vulto no Twitter.
Siga o CNeG no Twitter.
Curta a fanpage no Facebook.
Siga nosso canal no Youtube.
Nos siga no Instagram.
E entre no grupo do Telegram.

Ouça também os outros podcasts do portal.

É isso galera. Até daqui a 14 dias.
Não deixe de comentar.
Um abraço.
E tchal.

vulto

"Depois de mim sou eu."

  • Darley Santos

    Ô rapaz! Pensei que a tal guerra se referia aos cavaleiros da Ilha de Andrômeda! Foi mal, putz…

  • Olha só, e eu que comecei a ouvir este episódio pensando que seria um embate entre “envie este email a 200 foreveralones para conquistar teu amor” e “quem não repassar esta mensagem dideus ficará com um caso crônico de unha encravada no dedão”. Que grata surpresa foi ouvir este “finish him” entre um aproveitador barato e uma das maiores mentes elétricas do mundo!

    Já conhecia essa história pelos “pogramas” do discovery, mas ouvi-la pela narração impecável de tão vultuosa entidade a deixou muito melhor. Abração, e Tesla rules! 8)