Papo de Autor #004: Registro de Livro na Biblioteca Nacional

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Todas as suas dúvidas em relação ao registro de livros na Fundação Biblioteca Nacional serão sanadas neste episódio do Papo de Autor! Karen Soarele traz as perguntas recorrentes e Ana Cristina Rodrigues responde. Além de autora, nossa convidada de hoje é funcionária do Escritório de Direitos Autorais. Então dê o play e vamos nessa!

 

Sobre o Episódio #004: Registro de livro na Biblioteca Nacional

Terminou de escrever o seu livro e está pensando em como fazer para registrar? Esse episódio é para você! Falando praticamente de dentro do EDA — Escritório de Direitos Autorais —, Ana Cristina Rodrigues explica o que é direito autoral, o que é plágio, como proteger os seus direitos e como não violar os direitos dos outros autores. Nesse podcast, você vai encontrar o passo a passo de como registrar: como preencher o formulário, como imprimir a sua obra, quais documentos incluir, o que é um comprovante de residência válido, como fazer o pagamento e como enviar tudo isso para a Fundação Biblioteca Nacional.

Você também vai descobrir o que acontece com o seu livro depois que ele chega ao EDA: como é realizada a análise lá dentro, como o livro é guardado e quais são os benefícios de ter a sua obra sob a guarda da FBN. Também existem outras formas de provar anterioridade, e elas serão abordadas aqui.

E não pense que isso tudo vale apenas para livros! Você também pode fazer o registro de histórias em quadrinhos, poemas, ilustrações, trabalhos acadêmicos, conteúdo que foi publicado no seu blog, músicas e muitas outras coisas. A Ana também nos conta o que não dá para registrar.

Já faz cinco anos que eu publiquei no meu blog pessoal o guia de “Como Registrar seu livro na Fundação Biblioteca Nacional (guia passo a passo)“, e centenas de dúvidas chegaram por comentários e por e-mail a partir daquele texto. Com a incrível ajuda da Ana, sinto que finalmente conseguimos compilar todas as respostas em um só lugar. Aproveite!

Duração do episódio: 01:10:42

Edição: Ítalo Queiroz

Como ouvir: Você pode dar o play no player lá no topo da página, pode ouvir pelo YouTube ou pode clicar com o botão direito aqui e salvar o episódio no seu computador.

Grupo do Papo de Autor no Facebook: Clique aqui e participe!

Participaram mandando dúvidas: Luiz Gustavo, Stephanie Marques e Leon Nunes.

 

Links dos autores

Karen Soarele, autora da série Crônicas de Myríade, de Halifax, no Canadá
Facebook | Fanpage | Instagram | TwitterSite da autora | Livros físicos | E-books

Ana Cristina Rodrigues, autora de dezenas de contos de fantasia e ficção científica, Rio de Janeiro
Facebook | Instagram | Twitter | Wattpad | Blog

Links úteis:
Lei do Direito Autoral | Escritório de Direitos Autorais

 

Sobre o Papo de Autor

Gosta de escrever? Sonha em publicar um livro? Ou será que você quer descobrir como seu autor preferido criou aquela história incrível que mudou a sua vida? Se você é apaixonado por livros, seja como autor ou como leitor, está no lugar certo. No Papo de Autor, Karen Soarele e seus ilustres convidados falam sobre seu processo de escrita, contam suas experiências no mercado editorial e dão dicas para quem está começando.

Os episódios saem todo terceiro sábado do mês. Acompanhe o podcast e embarque nessa aventura na busca pelos segredos e mistérios do processo criativo e de publicação!

 

Karen Soarele

Autora da Série Crônicas de Myríade, com quatro livros publicados. Jornalista esportiva nas horas não-vagas, uma brasileira morando no Canadá.

  • Darley Santos

    Esse cast está carregado de ótimas informações! A convidada deu informações completas sobre o registro na Biblioteca Nacional, desde o tipo de material ou obra que pode ser registrada na BN, passando pelos procedimentos que lembram demais aquelas regras de padronização tipo ABNT, o envio (de preferência carta registrada ou sedex), até o momento que lá é protocolada… Impressionante a quantidade de pessoas que ainda tentam registrar indevidamente obras que descaradamente não são suas, haha, que louco isso! Fiquei surpreso com a abrangência do tipo de material que pode ser registrado, para além dos livros, muito bom saber!