Procurando Dory – [ Resenha do Filme]

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

 

Olá terráqueos, tudo bem?!

Eu quero dizer que… FINALMENTE DEPOIS DE TREZE ANOS A PIXAR LANÇOU A CONTINUAÇÃO DE PROCURANDO NEMO AHSKASNHKA. MEU DEUS!

Tá! Está tudo bem! Bora acalmar os ânimos? Okay!

Dia 30 de Junho saiu a continuação do longa Procurando Nemo. E dessa vez temos como a protagonista a nossa peixe disco com perda de memória recente. O desenho se passa um ano depois da incansável procura de Marlin por seu filho. A história começa nos mostrando flashbacks da memória de Dory ao se perder de sua família até que ela encontra o pai de Nemo. Ao se lembrar de sua família, Dory leva os dois peixes palhaços junto com ela para essa emocionante aventura e cheia de novos personagens. Além de ser engraçada e super envolvente, Procurando Dory, tem uma mensagem explícita e linda sobre a família onde podemos ver que mesmo a peixe disco tendo se esquecido em algum momento de seus pais ela sempre os teve guardado em seu coração e voltou para eles. E também há uma mensagem de aceitação a partir da peixinha, pois se sente mal ao perder a memória sempre. Através de seus pais e amigos ela se sente incluída e começa a aceitar que é especial sendo o que é.

O filme conta com personagens novos e amáveis como: Destiny, Hank, os leões marinhos, Beca e os pais de Dory.

A Pixar acertou em cheio ao investir em uma continuação para Procurando Nemo, afinal as salas de cinema estavam cheias de jovens e adultos que treze anos atrás se apaixonaram pelo primeiro longa. Então, eu indico a todos o filme, pois vale a pena se divertir com a perda de memória de Dory e seus amigos.

Ficha técnica:
Direção: Andrew Stanton, Angus MacLane
Roteiro: Andrew Stanton, Angus MacLane, Victoria Strouse
Dubladores: Ellen DeGeneres, Albert Brooks, Ed O’Neill, Kaitlin Olson, Hayden Rolence
Nacionalidade e lançamento: EUA, 2016 (30 de junho de 2016 no Brasil)

Até mais, galera! E continue a nadar! <3

Karol

Jovem com alma de criança. Cabeça nas estrelas, pés no chão e olhos no céu. Escritora amadora nas horas vagas e sonhadora em tempo integral.

  • Ainda não consegui ver :/
    Quero muito