Resenha – Gilmore Girls Um ano para recordar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

A série terminou em 2007 e não existia essa modernidade toda e até morri de rir com uma cena, porque Luke detesta celular e fiquei imaginando o Luke desesperado com aquele bando de smartphones, notebooks, afins. Pois a cena foi uma das melhores, vai por mim.

E agora em 2016, mostra todo esse conflito das redes sociais e esse revival que a NETFLIX nos trouxe, com um subtítulo “Um ano para recordar” mostram mais conflitos entre as meninas Gilmore deixado a série com a mesma carinha engraçada e deliciosa que sempre gostamos.

Claro, isso não significa que a série tem medo de empurrar seus personagens para caminhos difíceis e trazer alguns momentos dolorosos – não seria Gilmore girls sem uma dose saudável de drama também. O formato de 90 minutos por episódio poderia ter sido uma armadilha para uma série que sempre teve capítulos com metade dessa duração, mas todos eles são bem escritos e tem um ritmo que nunca parece arrastado, já que há muita coisa que a criadora Amy Sherman-Palladino queria passar.

Se Stars Hollow continua basicamente a mesma, as Gilmores Girls de fato (Rory, Lorelai e Emily) estão em momentos difíceis de suas vidas. Lorelai ainda vive com Luke, mas está começando a se sentir estranhamente acomodada; Rory, apesar do sucesso na carreira, subitamente se encontra sem emprego e sem um teto para morar, o que a deixa perplexa; por fim, Emily está de luto pela morte de Richard, trocando suas roupas elegantes por jeans e camiseta e parecendo mais deprimida e ácida do que nunca.

Fabiana Murray

Uma obra faraônica em construção. Feminista, Host do Alias e do Pílulas de Beleza, Aspirante a escritora, Cinéfila, Seriaholic, Humanas com Miçanga, Netflix sempre aberto nas séries, fã das mulheres mais empoderadas da telinha e das telonas e claro, sempre no mundo da lua!

  • Darley Santos

    Assisti essa série quando passava nas madrugadas do SBT, gostava muito! Não assisti esse revival, mas achei ousado o aumento da duração dos episódios para o dobro do que era antes, e que bom que deu certo! Pelo que você escreveu, me parece que o seriado afirma que a vida continua, e nem sempre da forma que imaginávamos que seria…

    • Fabiana Murray

      Exatamente Darley. A vida seguiu e nem sempre como imaginamos principalmente no episódio de Verão. estou na metade desse e acho que verei só semana que vem, pois a faculdade chama. Obrigada por comentar!