Spotlight- Segredos Revelados

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Para começar eu queria entender porque o filme tem que ter um subtítulo. Spotlight estava bom.

Mas vamos lá. Spotlight é um filme baseado em fatos sobre a podofilia que a igreja católica encobriu desde os anos 60 na América toda praticamente.

O elenco baseaia-se em Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdams, Brian d’Arcy, Stanley Tucci.

O filme foca suas atenções no jornalismo investigativo de quatro repórteres, que investigam e denunciam o escândalo de pedofilia em 2002 dentro da Igreja Católica, e a tentativa de acobertamento por parte da instituição religiosa católica.

O filme “Spotlight”, que traduzido para o português significa “holofote”, mas na gíria jornalística significa uma equipe que só investiga casos de grande proporção como este do jornal The Boston Globe da cidade de  Boston, Massachusetts que a princípio da investigação jornalística expôs cerca de 90 clérigos da cidade de Boston denunciados por crime de pedofilia, a matéria tomou relevância e nas investigações revelou-se que a pratica era habitual dentro da igreja, com ocorrências 250 paróquias no mundo inteiro com conhecimento da Igreja. Inclusive no fim do filme mostra que este padres vieram para as cidades de Franca-SP e Rio de Janeiro-RJ.

O filme aborda a difícil missão de quebrar as regras que são impostas ao sacerdócio da igreja por uma politica religiosa que domina outros setores da sociedade, chegando a políticos, polícia, diretores de escolas e até à Justiça do Estado, envolvendo um complexo sistema de interesses que evitam mostrar os escândalos de pedofilia, confirmados dentro da Igreja, que se presta a estabelecer uma política de silêncio, negando fatos e protegendo toda a igreja de escândalos.

O filme mostra toda a trama enraizada da igreja no norte dos Estados Unidos. Mostra que apesar de toda a liberdade, lá quem manda é a igreja. E todos os jornalistas suam para conseguir cada parte que lhe é dado a investigar. Graças ao advogado que ajuda na investigação, eles conseguem provas contra a igreja e publicam. Ali todos os atores fazem um espetáculo, mas eu faço uma menção honrosa ao meu querido Mark Ruffalo que faz um jornalista que com sua calma e tranquilidade, consegue extrair de todos o que precisa e para o Stanley Tucci como o advogado que os ajuda. Prestem atenção na cena dos dois conversando num banco do tribunal. Como a dinâmica dos dois atores é ótima e como os dois personagens conseguem um confiar no outro e naquela cena, é tão importante para a matéria em si. Vale muito a pena ver, mas o filme tem diálogos rápidos e não se acanhe de ir e voltar as cenas. Eu fiz isso e bastante. O texto é denso e bem elaborado, e com muitos detalhes e se pudesse eu dava 10.

Assistam o trailer:

Fabiana Murray

Uma obra faraônica em construção. Feminista, Host do Alias e do Pílulas de Beleza, Aspirante a escritora, Cinéfila, Seriaholic, Humanas com Miçanga, Netflix sempre aberto nas séries, fã das mulheres mais empoderadas da telinha e das telonas e claro, sempre no mundo da lua!