Stardust: O Mistério da Estrela (Resenha)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Como muitas outras histórias de fantasia, essa aqui começa com nosso jovem herói, Tristan (Charlie Cox), vivendo no interior na Inglaterra. Entediado com a vidinha pacata sem muitas perspectivas ou aventuras e apaixonado pela garota mais linda do vilarejo, Victoria (Sienna Miller), se dispõe a atravessar a Muralha que dá nome ao vilarejo para pegar uma estrela cadente que viram juntos como prova de seu amor. O que Tristan não sabia, é que ao atravessar o muro, entraria uma aventura mágica.

Stardust: O Mistério da Estrela é um filme de 2007 dirigido por Matthew Vaughn baseado no romance  Stardust de Neil Gaiman e narra o encontro  do rapaz com a estrela Yvaine (Claire Danes), uma jovem mulher, e as dificuldades que enfrentam para retornar à Muralha, para que ele possa provar seu amor por Victoria, enquanto enfrentam pelo caminho a poderosa bruxa Lamia (Michelle Pfeiffer) e o príncipe Septimus (Mark Strong), com uma pequena ajuda do Capitão Shakespeare (Robert De Niro).

Não é um filme surpreendente, e praticamente todas suas reviravoltas são anunciadas com bastante antecedência, mas isso não o torna menos divertido. Muitas obras tentam misturar gêneros, é uma forma efetiva de atrair um público maior, mas geralmente o resultado parece uma colagem feita por uma criança na pré-escola (ou um adulto bêbado),. Só que nesse caso, costumam falhar, o filme vence. Quer um romance bonitinho que faz suspirar? Eles conseguem. Quer uma aventura de fantasia tradicional que empolga? Eles conseguem. Quer dar risada com piadas e atuações com um timing cômico invejável? Idem. E por aí vai.

As atuações também são um ponto alto: O então desconhecido Charlie Cox (Demolidor da Netflix) cria um personagem que gera empatia imediata, charmoso e heroico no ponto, tornando inclusive seu amadurecimento muito crível em um espaço tão curto de tempo, enquanto Claire Danes faz uma mocinha de personalidade forte e apaixonante, que nunca se permite virar mero objeto decorativo na história. Mas os reais destaques são Michelle Pfeiffer, que cria uma personagem que consegue ser incrível a cada segundo, ao mesmo tempo engraçada e intimidadora, enquanto Robert De Niro rouba cada uma de suas cenas como o engraçadíssimo e carismático líder dos piratas que tem um segredinho. A família real mais amorosa de todos os tempos também chama a atenção, com os fantasmas dos irmãos de Septimus, comicamente congelados pela eternidade na forma como estavam quando mortos, fazendo a função dos espectadores dentro das cenas.

Apesar de até pincelar alguns pontos mais profundos (é muito interessante notar, por exemplo, como Lamia e Septimus enxergam o poder que tanto buscam), que provavelmente são desenvolvidos de verdade na obra do Gaiman, é um filme sessão pipoca. Quer esquecer da banalidade do mundo real, se divertir e se entregar por duas horas e meias à fantasia? Stardust pode até não mudar sua vida, mas é excelente para sonhar.

Ficha técnica:
Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: Jane Goldman , Matthew Vaughn , Neil Gaiman
Elenco: Charlie Cox , Claire Danes, Robert De Niro, Michelle Pfeiffer, Mark Strong, Ian McKellen , Ben Barnes ,  Sienna Miller , Henry Cavill , Nathaniel Parker , Peter O’Toole
Nacionalidade e lançamento: EUA, 2007

Vinicius Mendes

Escritor, redator publicitário e conspirador pela dominação mundial. Quando não está trabalhando ou estudando, assiste animações e filmes chatos, conhece uns graphic novels e mangás, lê de Paulo Coelho a Saramago, joga videogame e RPG de mesa e tenta fazer receitas de doce que aprende no Youtube.