Quadrinhos

VINGANÇA, hq aleatória da Marvel – resenha

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Salve, salve, superjovens e pessoas mortalmente poderosas da terra.
Passando para minha resenha semanal de quadrinhos (enquanto eu não termino de ler nenhum livro), e hoje eu vou falar de uma hq que eu comprei em uma promoção. Foi barato e eu comprei mesmo sem saber do que se tratava. Acontece que eu li e continuo não tendo muita certeza sobre do que se trata essa hq. Hoje eu vou falar de Vingança!

 

Vingança

 

Essa é a capa da hq. Pensei que seria uma hq sobre os vilões clássicos da Marvel se unindo para se vingar dos malditos heróis, mas estava mortalmente errado. A história mesmo é a seguinte: A Marvel tinha seis capas desenhadas pelo Gabriel Del’Otto, mas não sabia o que fazer com elas. Chamaram o Joey Casey para inventar uma história onde essas capas fossem usadas. É isso. É sério. Está escrito no encadernado.

As seis capas mostram seis dos grandes vilões da Marvel: Magneto, Destino, Mercenário, Octopus, Loki e o Caveira Vermelha, mas as histórias não são sobre eles. Eles aparecem tangencialmente em uma trama louca e psicodélica com heróis adolescentes secretos, vilões adolescentes que querem se livrar dos antigos vilões e um outro grupo muito esquisito com a Mulher Hulk e uns outros heróis qualquer coisa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas do que fala a história de fato?

Tem um grupo de heróis jovens e muito poderosos que prefere agir nas sombras e resolver as tretas secretas no mundo. O grupo é composto por Miss América, Nulificador Total e mais dos técnicos super gênios que estão na ativa como jovens ajudantes desde sempre. Eles operam recebendo dicas de alguém chamado Garganta Profunda e libertam um cara chamado de Intermediário, um muleque enigmático que está entre a Ordem e o Caos.

Temos também um outro grupo com Mulher Hulk, Hellstrom, Krang e Falcão noturno. Esses caras estão tentando desvendar quem está vazado dados da Shield (o Garganta Profunda) e acabam entrando no meio da trama sem querer.

Do lado dos vilões, temo um grupo de novatos que quer fazer nome através de matança. Esse grupo é financiado por alguém desconhecido. Eles são os Jovens Mestres: Executor, Cabeça de Ovo, Mako, Cavaleira Negra e Garoto Radioativo. É esse grupo que vai guiar a história forçando que ela passe por vários dos vilões. Eles atacam o Octopus, encontram o corpo do Mercenário e a nova Mercenária, tentam recrutar o Loki e no fim atacam o Doutor Destino.

O grupo da Miss América tem que ficar impedindo essa galera de fazer merda e tentar resolver uma treta cósmica de uma guerra entre a Ordem e o Caos, que o Intermediário fica falando.

No fim da história, temos os vilões atacando a Latveria enquanto um portal se abre e várias criaturas entram na terra e os dois grupos de heróis estão lá para resolver a parada. E esse é o grande mote da história. Heróis que ninguém conhece e vilões que ninguém conhece no meio de uma grande treta com monstros extradimensionais, pirações filosóficas e segredos.

 

 

O que eu achei?

Vingança é uma bagunça. Se você quer ler uma história com personagens bem conhecidos e quer entender tudo, não leia essa hq. Se você quer conhecer personagens novos, alguns b, outros c, e ver uma história com muita porradaria e uma arte legal, leia essa hq.

Eu diria para ignorar essa revista, mas Vingança vive em promoção na Amazon. Dependendo do preço, vale a pena. É aquela hq para inteirar o frete grátis. É isso.

 

 

Roteiro: Joe Casey
Arte: Nick Dragota
Cores: Brad Simpson

Então é isso. HQ insana. Leia por sua conta e risco… ou não.
Se já leu, ou ler pela indicação, comente aqui.
Deixe sua opinião.
Compartilhe esse post.
Um abraço.
E tchal.

Categorias
QuadrinhosResenhas

"Depois de mim sou eu."