When Calls The Heart – NETFLIX

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Imagina uma pessoa cheia de TCC, ACO para entregar, dois podcasts para fazer, mas o que ela faz? Vê séries! E eu lá pelo mundo da internet fui ver essa série linda e fofa e que hoje a Netflix vai lá e me coloca na grade? Aí não teve jeito, virou resenha! Tudo que a NETFLIX faz e eu vejo você vê resenha aqui. Então vamos lá, mas antes só para avisar que a série é censura livre.

Esta publicação de hoje é dedicada a todos os leitores apaixonados por romances de época assim como eu. E se você é apaixonado por Jane Austen, Julia Quinn, Lisa Kleypas e outros autores de literatura de época, então precisa conhecer o mundo literário de Janette Oke, recentemente adaptado para a televisão pelo Hallmark Channel.

Na história, Elizabeth Thatcher (Erin Krakow) é uma jovem professora da alta sociedade que vive na cidade grande. Quando ela descobre que sua falecida tia, também chamada Elizabeth, foi uma das mulheres que desbravou o interior, tornando-se professora em uma cidade da fronteira, ela decide seguir o mesmo caminho.

Ela vai morar em uma cidade na fronteira do Canadá onde conhece Abigail (Lori Loughlin, de 90210) e Frances (Jean Smart, de Havaí 5-0), viúvas de mineiros que se tornam suas amigas.

Tal qual sua tia Elizabeth, que se envolveu com o polícia montada Elizabeth também faz amizade com outro polícia montada, Jack Thornton (Daniel Lissing).

No elenco também estão Natasha Callis (The Firm), Cherie Lunghi (The Secret Diary of a Call Girl), Christopher Villiers, Lee Williams (A Saga dos Forsyte), Tygh Runyan (visto em Stargate: Universe), Daisy Head e Tom Carey, entre outros.

A série foi ao ar em Janeiro de 2014 e conquistou grande audiência. Sendo a primeira série produzida pelo Hallmark Channel, até então, um canal completamente novo – inclusive para mim – When Calls The Heart conta com um cast simplesmente maravilhoso.

Elizabeth, se mostra sempre uma mulher de vibra, corajosa e um pouco – completamente – desajeitada. A atriz dá um toque totalmente pessoal a sua personagem, deixando-a mais divertida e real. Mesmo sendo de uma família rica, Elizabeth não tem medo do trabalho e se ajusta perfeitamente bem a vida em Coal Valley, exceto pela sua ausência de habilidade para cozinhar. Já Jack Thornton, um oficial da polícia canadense, completamente reluzente no seu uniforme vermelho e com um temperamento que me fez dar risadas em vários episódios da série. O que eu mais gostei em Jack foi o seu jeito completamente descoordenado de expressar o que sente por Elizabeth quando se trata de palavras.

O enredo da série traz muito mais do que uma história de amor entre uma professora e um soldado. A série aborda diversos temas como o “feminismo” de uma forma mais branda já que se passa em 1910. Tem até o cometa Halley na história!

Por isso assistam a série na NETFLIX, ela é bem para se distrair e conhecer outros mundos.

Para assistir o trailer com legendas ative no youtube.

Fabiana Murray

Uma obra faraônica em construção. Feminista, Host do Alias e do Pílulas de Beleza, Aspirante a escritora, Cinéfila, Seriaholic, Humanas com Miçanga, Netflix sempre aberto nas séries, fã das mulheres mais empoderadas da telinha e das telonas e claro, sempre no mundo da lua!