ZCast 26 – Relatos Sobrenaturais 2

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Sejam bem vindos a mais um episódio do Zcast onde nosso host, Léo Oliveira, formou um time de ‘peritos’ em casos sobrenaturais que vão ficar conosco até o infinito e além.
Olavo Montenegro, Tiago Trabuco, Gabi Luz, Rafael Henrique e Vinícius Gomes são quase nossos caça fantasmas, e nesse episódio de estreia eles contam para nós suas assustadoras experiências com o sobrenatural.
Ficou curioso?
Vem ouvir!

Tempo do Episódio: 01:37:13

Tema: Relatos

Links Comentados no Episódio:

– Site NPCast – Trabuco

– Site Outra Guilda – Rafael Henrique

– Site Tambacast – Olavo Montenegro

– Site Fatal Error Podcast – Vinicius Gomes

– Alias Podcast – Gabi Luz

Redes Sociais:
Telegram do Cultura Nerd e Geek

Página Oficial do Cultura Nerd e Geek

Twitter Cultura Nerd e Geek

Google Plus Cultura Nerd e Geek

Instagram Cultura Nerd e Geek

Perfil do Marvin no Facebook

Grupo Cultura Nerd e Geek

Grupo de Trocas Cultura Nerd e Geek

Canal Youtube Cultura Nerd e Geek TV

Parceiros:

– Canal Tragicomedia

– Canal Leo Oliveira Bass

– Curta o Hordas Trôpegas

– Siga nosso editor o Senhor A no Twitter

– Curta a Página do Sr.A no Facebook

– Feed do Podcast do Senhor A


E-mails: Mande suas críticas, elogios, sugestões e erros para zcast@hordastropegas.com.br

Arquivo MP3 (clique com o botão direito e depois salvar link como, renomeie. E bom episódio!)


Leo Oliveira

Músico, baixista, gamer e fã de quadrinhos, além de ser fanático por series e totalmente viciado em filmes. Fã de diretores como David Fincher e Quentin Tarantino, além de totalmente viciado no universo Star Wars e apaixonado pela Terra Media!

  • Certa vez eu tive paralisia do sono. Eu lembro que eu tinha cerca de 5 anos. Eu acordei, mas não conseguia mexer nada do corpo além dos olhos. Eu lembro de olhar pra porta do quarto e tentar pedir socorro pra minha mãe. Foi quando eu vi a porta do quarto se abrindo e entrando por ela o Cebolão, pai do Cebolinha. Ele me olhou feio. Fechou a porta e seguiu andando. Passou no pé da minha cama, entrou no guarda-roupas, sem abrir a porta, e sumiu. Eu estava com medo e aí eu cansei de tentar acordar e tentei dormir. Foi quando consegui.
    A imagem que eu vi certamente não aponta pra um espírito ou que eu tenha sido visitado pelo pai do Cebolinha uma vez que ele não existe – a não ser que alguma religião aceite a existência dele.
    As imagens de sonhos e memórias são formadas no mesmo lugar do cérebro que os olhos formam imagens. A imagem existe no cérebro e não nos olhos, de forma que eu entendo que o que eu tive foi um sonho, mesmo acordado.
    Talvez eu seja desacreditado por contar uma história que aconteceu 30 anos atrás, mas eu lembro muito bem hahaha.

  • vinicius nunes

    Uma vez tava falando no telefone de noite, ai comecei a ouvir alguém chorando! Falei pra pessoa na linha para esperar que eu ia ver pq minha irmã tava chorando! Fui no quarto dela e ela tava ferrada no sono, o mesmo com a minha mãe, mas o choro era muito claro!

    • Tiago Henrique Godoy

      Tu estuda na UFRGS?

  • Darley Santos

    É infalível um cast como esse, sempre tem gente que tem história pra contar e para se identificar… Gostaria de salientar a curva de frequência de casos assim conforme a idade em que nos encontramos: pelo menos no meu caso, as histórias provindas da infância são mais numerosas, porém mais nebulosas, incertas e questionáveis; e pouquíssimas (dá pra contar numa só mão) dessas histórias são da juventude para cá, porém são mais reais e indubitáveis. Não esquecendo nunca que não devemos confundir fato com interpretação, uma coisa é o que de fato está objetivamente acontecendo, outra coisa é o que você vai pensar disso.

  • Uau! Mais uma leva de causos apavorantes e capazes de causar o famoso frio na espinha (também conhecido como cagaço). Para maior imersão, ouvi no escuro, em noite chuvosa, deitado num pentagrama e cercado de bonecos do Fofão. Foi desesperador. Parabéns pelo episódio phoda. 8)

  • Tão bom quanto o primeiro! No aguardo de mais! <3 Só não envio meu relato porque eu não tenho nenhum. ;-;